BLOCO K

Entenda o que é, para que serve e prepare-se.

BLOCO K


O Bloco K é o livro de registro de controle de produção e estoque na versão digital. Ele é composto de informações amplas quanto ao que acontece com os materiais dentro da empresa, desde a posição do estoque a requisições dos insumos para a produção.

Quem será obrigado a enviar o Bloco K ? Indústrias ou empresas equiparadas a indústrias e atacadistas.

A partir de janeiro de 2017, o cerco estará fechado.



Quais são os principais registros relacionados ao Bloco K?


  • Registro 0200: tabela de identificação do item;
  • Registro 0210: consumo específico padronizado;
  • Registro K200: estoque escriturado;
  • Registro K220: movimentações internas entre mercadorias;
  • Registro K230: itens produzidos;
  • Registro K235: insumos consumidos;
  • Registro K250: industrialização efetuada por terceiros – itens produzidos ;
  • Registro K255: industrialização em terceiros – insumos consumidos.



E agora, o que a minha indústria deve fazer?


Primeiramente, é necessário analisar e planejar detalhadamente a adequação dos seus processos de gestão da produção às exigências do fisco, seguindo os passos abaixo:

  • 1 - Estudar todos os requisitos do Bloco K;
  • 2 - Mapear cada detalhe dos processos de industrialização, terceirização e estocagem;
  • 3 - Avaliar o software que irá adotar para atender às exigências;
  • 4 - Entrar em contato com a LOGOS para ajudar a sua empresa a entender essas novas exigências e se preparar para o Bloco K;
  • 5 - Preparar e treinar sua equipe interna na operação e nos registros de informações;
  • 6 - Fazer testes para confirmar se as informações coletadas no sistema correspondem à realidade;
  • 7 - Entregar o Bloco K a partir de janeiro de 2017.

Fale com um especialista